Gestão financeira

Quais são os cuidados que devo ter com juros de empréstimos?

Escrito por Adianta

Obter empréstimos é uma das alternativas mais recorrentes para empresários que precisam de capital; mas só porque são recorrentes, não quer dizer que sempre sejam uma saída interessante. 

A realidade é que os juros podem fazer com que o dinheiro emprestado saia mais caro — mas, por que isso acontece? Quais cuidados tomar? Continue lendo esse artigo para entender as razões disso e saber como se prevenir.

Por que pagamos juros de empréstimos, afinal?

No livro “O Valor do Amanhã”, o economista Eduardo Giannetti compara os juros com o envelhecimento biológico: na juventude, o ser humano goza de grande saúde e disposição. Na velhice, o vigor não é mais o mesmo, as doenças são acentuadas. É como se o futuro nos emprestasse a plenitude durante nossos primeiros anos, confiando que vamos cuidar da nossa vida e não destruí-la.

Mas há uma condição para o empréstimo: no final da vida, o corpo “pagará a conta” pela vigorosidade que desfrutou no início. O ônus da dívida contraída na juventude é a degeneração do corpo na idade idosa.  

Com os juros, ocorre a mesma coisa: a pessoa que obtém o empréstimo recebe o dinheiro imediatamente, sob a condição de devolvê-lo com um ônus, um adicional. Esse adicional remunera a confiança que a instituição financeira depositou; afinal, ao emprestar esse dinheiro, ela correu um risco (de não recebê-lo de volta).

Assim, os juros de empréstimos são o preço que pagamos para usufruir de um dinheiro que não tínhamos, e o preço que o credor recebe por ter arriscado seu patrimônio para nos ajudar.

Essa conta possui o seu custo, mas se você chegou à conclusão de que precisa pegar dinheiro emprestado, leia abaixo algumas sugestões de cuidados que deve ter com juros de empréstimos.

Quanto mais longo o parcelamento, maiores os juros de empréstimos

Para a instituição financeira, quanto mais cedo você se comprometer a devolver o dinheiro, menor será o risco. Por isso, geralmente, as taxas de juros são maiores para empréstimos mais longos.

Se sua empresa puder se organizar para realizar um empréstimo em um menor número de parcelas, menos juros pagará. Então, tenha isso em mente quando for realizar seu planejamento financeiro.

Faça simulações

Muitos sites oferecem calculadoras de simulação para que o cliente tenha noção de qual será o valor da parcela, e quanto os juros de empréstimo significarão a longo prazo.

Evite surpresas e faça esses cálculos para estar ciente de quanto pode pagar.

Outro aspecto com o qual o cliente deve se preocupar são as tarifas. No momento de realizar a comparação entre as opções disponíveis, não se esqueça de atentar para o custo total da operação, que normalmente inclui outras tarifas, como: taxa de abertura de crédito, taxa de transferência de valores (DOC e TED), entre outras.

Como saber se a taxa dos juros é fixa ou flutuante?

A taxa de juros pode ser um percentual fixo (por exemplo: uma taxa de 1% todo mês) ou um percentual flutuante, que varia conforme algum índice financeiro (por exemplo: a taxa Selic, usada por bancos). Nesse último caso, ao contratar o empréstimo, o cliente não pode prever o valor da parcela que pagará a cada mês, pois esse valor estará vinculado à variação do índice.

Juros de empréstimo flutuantes podem ter seus benefícios, fazendo com que o empréstimo saia mais barato, mas também existe o risco de a variação do índice encarecer suas parcelas. Preste atenção no tipo de taxa cobrada pela instituição, para evitar contratar um empréstimo para o qual você não se sente preparado.

O que fazer para evitar juros abusivos?

O poder de quem cobra os juros não é ilimitado; a legislação brasileira possui mecanismos para coibir cobranças abusivas. E entende-se como abusiva uma cobrança que destoe muito das taxas cobradas em média pelo mercado.

Cada modalidade de operação de crédito possui taxas típicas. Pesquise e seja criterioso, e analise todas as opções calmamente. Se necessário, busque ajuda profissional.

Você já passou por algum problema financeiro devido aos juros de empréstimos? Deixe um comentário abaixo e compartilhe sua experiência — vamos debater sobre o tema!

Sobre o autor

Adianta

Deixar comentário.

Share This