Fluxo de Caixa Gestão financeira

Aprenda como fazer o controle de fluxo de caixa

Escrito por Adianta

Um bom planejamento financeiro é essencial para que as finanças da sua empresa estejam sempre em dia e para que o seu negócio possa crescer com saúde.

Para que isso seja possível, é preciso utilizar ferramentas que organizem as suas contas e ainda permitam diferentes tipos de análise, facilitando o processo de tomada de decisão e alavancando os seus resultados.

Neste post você vai aprender como fazer o controle de fluxo de caixa, bem como as principais dicas para obter todas as vantagens que essa ferramenta poderá trazer.

Entenda o seu controle de fluxo de caixa

Para implementar um fluxo de caixa com perfeição é preciso conhecer todos os seus elementos. Além do dinheiro em espécie da empresa, você deverá separar os valores das contas-correntes e também das aplicações de curto prazo. Isso é necessário porque, caso seja necessário, tais valores poderão ser facilmente convertidos em dinheiro.

Outros dois elementos do controle de fluxo de caixa são as entradas e saídas. As entradas são os recebimentos relacionados às vendas de mercadorias e serviços. As saídas são os pagamentos de salários, impostos, fornecedores, entre outras contas da empresa. Da comparação desses valores, a empresa obterá o fluxo de caixa do período.

Implemente o fluxo de caixa

Depois de conhecer os elementos do fluxo de caixa, é preciso implementá-lo. Para isso deverão ser separados os saldos do caixa e dos equivalentes de caixa — a partir da data de corte, esses valores deverão ser devidamente controlados.

Para isso recomenda-se o uso de um bom software de gestão integrado. Essas soluções inteligentes permitem a padronização das informações deixando os processos mais rápidos e seguros. Além disso, com a integração, esse reconhecimento fica muito mais objetivo e fácil, permitindo ganhos de qualidade para a sua empresa.

Faça a projeção do seu fluxo de caixa

O uso de soluções automatizadas permite outra excelente opção para o fluxo de caixa, que é a projeção de resultados. Com o uso do software, de informações históricas, dados do mercado e informações sobre a sua empresa, será possível fazer projeções para o futuro da organização.

Com base nessas projeções é possível, por exemplo, saber se a empresa terá recursos financeiros, permitindo a criação de uma reserva e evitando que ela fique sem capital de giro, por exemplo. Caso seja verificado que a empresa terá dificuldades, é possível buscar empréstimos e outros tipos de recursos com as melhores taxas, prazos e condições.

Tenha cuidado com as contas a pagar e a receber

Outro ponto de destaque para o controle de fluxo de caixa é o acompanhamento de contas a pagar e a receber. No caso das contas a pagar, o controle do fluxo de caixa auxilia para que não faltem recursos e também para que as contas estejam sempre em dia, evitando multas e juros desnecessários.

Já em relação às contas a receber, o fluxo de caixa ajuda no entendimento de quem são os clientes da empresa, na criação de uma política de crédito e também em estratégias para evitar a inadimplência na sua organização e a falta de recursos financeiros.

Neste post você viu o que é o controle de fluxo de caixa e os elementos que o compõem. Também compreendeu como ele deve ser implementado e como a projeção pode ajudar no seu planejamento.

Outro ponto de destaque é o controle de contas a pagar e a receber, essencial para evitar desperdícios e para que a sua empresa sempre tenha recursos à disposição.

E a sua empresa, como tem controlado as finanças? Deixe o seu comentário!

Sobre o autor

Adianta

Deixar comentário.

Share This